EVANGELIZE JÁ Logo

Tipos de Pregação: Aprenda agora diferentes formas para pregar

Tipos de Pregação - Explorando Abordagens Eficazes para Transmitir a Palavra de Deus
Seta

Neste artigo, vamos explorar os três principais tipos de pregação – expositivatextual e temática – revelando suas características distintas e como eles podem ser aplicados para ministrar a Palavra com poder e relevância.

Na arte da pregação, os pregadores, sejam leigos ou não, têm à sua disposição uma variedade de abordagens para transmitir a mensagem de Deus contida na Palavra de Deus. Cada tipo de pregação oferece uma perspectiva única e eficaz para comunicar verdades espirituais e princípios bíblicos de maneira impactante.

No final deste artigo você poderá checar a lista completa no subitem “Lista compreensiva dos tipos de pregação”

Infográfico 3 tipos de pregação principal (1)

Recomendamos para você!

Deseja Pregar com Profundidade Bíblica, Oratória Cativante e Confiança? Aprenda a Elaborar Sermões Impactantes em 30 Dias, Mesmo se For Iniciante. Clique no botão abaixo e Descubra Mais! ⛪🎤

Botao Quero Saber Mais (1)

Tipo de Pregação Expositiva

pregação expositiva é um dos tipos de pregação que envolve uma abordagem que mergulha profundamente em um trecho específico das Escrituras. O pregador extrai diretamente do texto bíblico, explorando seus contextos históricos, significados originais e aplicações para a vida moderna. O cerne da pregação expositiva é extraído de um único tema ou tópico encontrado na passagem, e a mensagem é moldada em torno disso. A riqueza de insights retirados do texto proporciona uma base sólida para transmitir verdades bíblicas profundas e relevantes.

Assim, um sermão expositivo é um sermão que expõem o conteúdo de uma passagem bíblica que possui um único assunto ou tema. Daí o seu nome sermão expositivo.

Aprenda em detalhes sobre a Pregação Expositiva: Crie esboços de sermão impactantes no nosso artigo.

Pregador Vocacionado

Exemplo de Pregação Expositiva

Por exemplo, suponha que você esteja ministrando a partir do livro de Hebreus. Ao chegar em Hebreus 4:14-16, você perceberá que esse trecho das Escrituras se apresenta como um excelente ponto de partida para um sermão que explora “o papel de Jesus como conselheiro”. Vou utilizar esse caso específico como um exemplo prático de um sermão expositivo que apresentarei posteriormente em um novo artigo.

A maior parte das informações para uma pregação expositiva irá vir diretamente da Bíblia. Logo mais, em um novo artigo, desenvolverei um exemplo na prática da pregação expositiva, antes disso vamos a pregação textual.

Tipos de Pregação - Pregação Expositiva - Sermão Expositivo - Hebreus 4:14
Foto de Manuel Filipe no Pexels.com

Tipo de Pregação Textual

pregação textual  é um dos tipos de pregação que concentra-se em um ou mais versículos específicos da Bíblia. Nesse tipo de pregação, o objetivo é extrair a mensagem central contida nos versículos escolhidos e comunicá-la de maneira clara e impactante.

Assim se define um tema específico ou princípio bíblico para se trabalhar baseado em um texto pré-selecionado.

Os versículos selecionados servem como base para explorar esse tema específico. A pregação textual oferece oportunidades para aprofundar a compreensão dos ouvintes sobre a Palavra de Deus e como aplicá-la às circunstâncias da vida.

Assim, em um sermão textual é a pregação é desenvolvida a partir de um versículo ou mais versículos da Bíblia com o objetivo de se pregar um determinado assunto à audiência.

Exemplo de tipo de pregação textual

Por exemplo, imagine que você deseje abordar “a relevância da Palavra de Deus na vida da comunidade da fé e na jornada espiritual de cada indivíduo”. Ao explorar as Escrituras, você encontra em 2 Timóteo 3:16-17 todo o material necessário para alcançar esse objetivo. 

O versículo ou os versículos das Escrituras selecionados servirão como o ponto focal e a base principal para o desenvolvimento do sermão textual.

Banner Descubra Como Pregar a Palavra de Deus de forma Simples e Fácil Passo a Passo

Tipo de Pregação Temática

pregação temática  é um dos tipos de pregação que aborda temas ou assuntos específicos que são relevantes para a vida espiritual e cotidiana. Diferentemente da pregação expositiva e textual, que derivam diretamente das passagens bíblicas, a pregação temática reúne versículos de várias partes da Bíblia para sustentar um ponto central. 

Assim, um sermão temático, em essência, é uma pregação que se origina de um tópico ou ponto central independentemente do texto das Escrituras, ou seja, um tema, daí o nome de sermão temático. Em outras palavras, você constrói um esboço temático e coleta versículos bíblicos para fundamentar os pontos apresentados nesse esboço.

Exemplo de tipo de pregação temática

Por exemplo, pode-se na pregação temática escolher falar sobre “O amor de Deus” e optar por compartilhar com a congregação diversos trechos bíblicos para expressar o amor de Deus. Nesse caso, um esboço de sermão temático é elaborado, reunindo versículos bíblicos que sustentam cada ponto do esboço.

A maioria dos pregadores utiliza a pregação expositiva ou textual, em raros casos pregadores utilizam sempre os sermões temáticos. Eu conheci um pastor aqui no Reino Unido que costumava sempre fazer pregações temáticas, mas isso é raro.

Usualmente a pregação temática é utilizada em ocasiões especiais, como o Dia dos Pais, Dia das Mães, Páscoa, Natal, batismos, dentre outros.

Às vezes, o Espírito Santo de Deus te dirige para pregar sobre tópicos específicos, como fé, céu, inferno, arrebatamento, tribulação, perdão, aceitação, justificação, santificação, nestes casos você precisa desenvolver uma pregação temática. Pois um sermão temático possibilita essa flexibilidade e diversidade de ensinamentos perpassando por diversas passagens bíblicas.

Infográfico Tipo de Pregação Temática

Como escolher o tipo de pregação mais adequado?

Dentre  os diversos tipos de pregação, cada tipo de pregação oferece uma abordagem única para comunicar as verdades da Palavra de Deus.

O tipo de pregação expositiva, textual e temática permitem que os pregadores abordem a Bíblia de maneiras diversas e impactantes.

Ao escolher um dos tipos de pregação, é essencial considerar o público-alvo, o propósito da mensagem e a passagem bíblica em questão. E levar em conta a facilidade que cada pregador tem em preparar e ministrar a mensagem de forma eficiente.

Para facilitar, preparamos um infográfico que foi mostrado logo no início deste artigo com os 3 principais tipos de pregação. Clique aqui para retornar ao infográfico com os 3 principais tipos de pregação.

Independentemente do tipo de pregação escolhido, o objetivo final permanece constante: compartilhar as verdades eternas da Palavra de Deus de maneira que transforme vidas e toque corações.

GRATIS EBOOK EVANGELISMO BANNER HORIZONTAL compartilhar evangelho de hoje

Qual é a diferença entre tipo de pregação textual e tipo de pregação expositiva?

A pregação expositiva e a pregação textual são dois tipos de pegração com abordagens distintas na pregação de um sermão. Eles diferem na forma como abordam e desenvolvem o conteúdo das Escrituras para transmitir uma mensagem aos ouvintes. Vamos explorar as diferenças entre eles:

Pregação expositiva:

O sermão expositivo é uma abordagem que se concentra em expor o significado e o contexto de um trecho mais extenso das Escrituras, como um capítulo ou um livro bíblico. O objetivo principal é permitir que o texto bíblico fale por si mesmo, explorando seu contexto histórico, cultural e literário. O pregador se compromete a extrair as verdades e lições contidas no texto, permitindo que ele determine a estrutura e o conteúdo do sermão.

Características da pregação expositiva:

  • Geralmente, uma passagem mais longa das Escrituras é selecionada para pregação.
  • O pregador busca compreender o contexto, o propósito e as mensagens específicas contidas no texto.
  • A estrutura do sermão é moldada pelo próprio texto bíblico.
  • As verdades são extraídas do texto, e o pregador explica, aplica e ilustra essas verdades para a audiência.
  • Os ouvintes são levados a uma compreensão mais profunda do texto e a aplicá-lo às suas vidas.

Pregação Textual:

O sermão textual, por outro lado, se concentra em um ou dois versículos específicos das Escrituras. Ele extrai uma verdade ou lição específica contida nesses versículos e a desenvolve como tema central do sermão. A abordagem é mais focada em transmitir uma mensagem específica relacionada ao versículo escolhido.

CURSO INTERPRETAÇÃO DA BÍBLIA

Características da Pregação Textual:

  • Um ou dois versículos são selecionados como base do sermão.
  • O pregador explora a profundidade do significado desses versículos, muitas vezes considerando o contexto imediato deles.
  • O desenvolvimento da mensagem é direcionado pelo conteúdo dos versículos escolhidos.
  • As verdades extraídas dos versículos são aplicadas à vida prática dos ouvintes.
  • O pregador pode usar exemplos, ilustrações e argumentos para elucidar o significado dos versículos e sua relevância.

Diferenças Essenciais:

A principal diferença entre os dois tipos de sermões reside no escopo da passagem bíblica abordada e na abordagem de desenvolvimento da mensagem. O sermão expositivo tende a explorar passagens mais extensas, enquanto o sermão textual se concentra em versículos específicos. Além disso, o sermão expositivo é mais orientado pela estrutura e mensagem do próprio texto, enquanto o sermão textual é orientado pela verdade ou lição extraída dos versículos escolhidos.

Quando usar a pregação Expositiva e quando usar a pregação textual?

Ambos os tipos de sermões têm seus méritos e são usados ​​para transmitir as verdades das Escrituras de maneiras eficazes. A escolha entre eles dependerá do objetivo do pregador, da passagem escolhida e do público-alvo.

Veja a tabela abaixo com um resumo comparativo entre Pregação Expositiva e Pregação Textual.

ComparativoPregação ExpositivaPregação Textual
DefiniçãoAbordagem que explora o significado de um trecho mais extenso das Escrituras, como um capítulo ou um livro.Abordagem que se concentra em um ou dois versículos específicos das Escrituras.
Passagem BíblicaGeralmente, uma passagem mais longa é selecionada.Um ou dois versículos são escolhidos como base.
EnfoqueContexto histórico, cultural e literário é explorado.Significado dos versículos é profundamente explorado.
DesenvolvimentoA estrutura e o conteúdo são determinados pelo próprio texto bíblico.O conteúdo dos versículos guia o desenvolvimento.
AplicaçãoVerdades são extraídas e explicadas para a audiência.Verdades extraídas dos versículos são aplicadas.
IlustraçõesPode usar exemplos, ilustrações e argumentos.Pode usar exemplos, ilustrações e argumentos.
ObjetivoProfunda compreensão do texto e aplicação prática.Transmissão de uma mensagem específica dos versículos.
EscolhaAdequado para explorar temas amplos e abrangentes.Adequado para focar em lições específicas.
EstruturaGuiada pela estrutura do texto bíblico.Guiada pela verdade extraída dos versículos.
Público-alvoDependerá do objetivo e do escopo do sermão.Dependerá do objetivo e do versículo escolhido.
Banner Descubra Como Pregar a Palavra de Deus de forma Simples e Fácil Passo a Passo

É necessário fazer exegese para os tipos de pregações expositivas, textuais ou temáticas?

Sim, a exegese é uma prática fundamental ao preparar tipos de pregação textuais, expositivas ou temáticas. A exegese envolve a análise cuidadosa e detalhada do texto bíblico para compreender seu contexto histórico, cultural, literário e teológico. Isso é crucial para garantir que o pregador interprete e apresente a mensagem das Escrituras de maneira precisa e fiel. Aqui está como a exegese se relaciona com cada tipo de pregação:

  1. Pregação Textual: Ao escolher um ou dois versículos específicos para um tipo de pregação textual, o pregador deve realizar uma exegese para entender o significado desses versículos no contexto mais amplo da passagem e das Escrituras. Isso ajuda a evitar interpretações distorcidas e a extrair uma mensagem precisa do texto.
  2. Pregação Expositiva: Na pregação expositiva, o pregador trabalha com trechos mais longos das Escrituras, como capítulos inteiros ou livros. A exegese desempenha um papel ainda mais crítico aqui, pois é necessário compreender o contexto histórico, cultural e teológico do texto. Isso permite que o pregador explique o significado original do texto e como ele se aplica à vida dos ouvintes hoje.
  3. Pregação Temática: Mesmo na pregação temática, onde vários versículos de diferentes partes das Escrituras são abordados, a exegese é importante. Isso ajuda o pregador a garantir que os versículos selecionados realmente tratem do tema em questão e a evitar tirar versículos do contexto para se encaixarem em uma ideia preconcebida.

Em resumo, a exegese é uma base sólida para qualquer tipo de pregação. Ela ajuda a garantir que as mensagens pregadas sejam fundamentadas nas Escrituras e ofereçam uma interpretação precisa e fiel da Palavra de Deus.

Pregação Expositiva Estude os tipos de sermão

Lista Compreensiva dos Tipos de Pregação

Os tipos de pregação, também conhecidos como tipos de sermão, constituem uma parte fundamental da arte da comunicação da mensagem de Deus.

Cada tipo de pregação se assemelha a uma lente através da qual a verdade das Escrituras é focalizada e transmitida ao público. Assim como um pintor escolhe cuidadosamente suas cores para criar uma obra-prima única, os pregadores selecionam entre os diferentes tipos de sermões para transmitir os ensinamentos das Escrituras de maneira relevante e impactante.

Os três principais tipos de pregação

A pregação temática é como um quadro panorâmico que amplia um tópico específico das Escrituras, permitindo que os ouvintes apreciem a profundidade e as implicações dessa verdade bíblica em suas vidas. Por outro lado, a pregação textual é como um microscópio espiritual que examina minuciosamente um versículo ou passagem, revelando detalhes e lições ocultas para a aplicação prática. Já a pregação expositiva é como uma jornada guiada por um mapa, explorando um livro ou trecho das Escrituras com fidelidade ao contexto e à mensagem original.

Assim como um artista escolhe sua técnica com base na natureza de sua obra, os pregadores escolhem entre esses tipos de sermão com base na mensagem que desejam transmitir e na audiência que desejam alcançar. Cada tipo de pregação oferece uma abordagem única para desvendar as riquezas das Escrituras e nutrir a espiritualidade da congregação. Como resultado, seja através da amplidão temática, da profundidade textual ou da jornada expositiva, a missão da pregação permanece a mesma: trazer à luz a verdade eterna e aplicável das Escrituras para a vida de cada indivíduo.

CURSO INTERPRETAÇÃO DA BÍBLIA (1)

A lista (quase) completa dos tipos de pregação

Mas existem apenas estes tipos de sermões textuais, tipos de sermões expositivos e tipos de sermões temáticos? Obviamente não. Assim listamos os diversos tipos de sermões bíblicos que podem ser encontrados (note que esta não é uma lista final de tipos de sermões bíblicos, podem existir outros):

  1. Tipo de Pregação Expositiva: Explora e expõe um trecho mais longo das Escrituras, permitindo que o texto bíblico determine a estrutura e o conteúdo do tipo de pregação.
  2. Tipo de Pregação Textual: Concentra-se em um ou dois versículos específicos das Escrituras, extraindo uma lição ou verdade desses versículos como tema central do tipo de pregação.
  3. Tipo de Pregação Temática: Aborda um tema específico ou tópico, explorando passagens bíblicas de diferentes partes das Escrituras que tratam do mesmo tema.
  4. Tipo de Pregação Narrativa: Conta uma história bíblica ou parábola, enfocando a narrativa como uma maneira de transmitir uma mensagem ou lição espiritual.
  5. Tipo de Pregação Biográfica: Explora a vida e os ensinamentos de uma figura bíblica, extraíndo lições e princípios aplicáveis ​​à vida contemporânea.
  6. Tipo de Pregação Topical: Aborda um tópico específico, mas ao contrário do tipo de pregação temática, as passagens bíblicas podem ser de diferentes temas, mas todas relacionadas ao tópico principal.
  7. Tipo de Pregação Evangelística: Foca na apresentação do Evangelho de Jesus Cristo a fim de levar os ouvintes a fazer uma decisão de fé.
  8. Tipo de Pregação de Arrependimento: Chama os ouvintes ao arrependimento e à mudança de vida, enfatizando a necessidade de abandonar o pecado e voltar-se para Deus.
  9. Tipo de Pregação de Consolação: Oferece conforto, esperança e encorajamento a pessoas que estão passando por dificuldades, tristezas ou desafios.
  10. Tipo de Pregação de Doutrina: Explora e ensina conceitos doutrinários específicos da fé cristã, como a Trindade, a expiação, a santificação, etc.
  11. Tipo de Pregação de Testemunho: Compartilha histórias de experiências pessoais e transformações de vida, enfatizando o poder de Deus de mudar vidas.
  12. Tipo de Pregação de Celebração: Enfatiza a adoração e a celebração da presença de Deus, muitas vezes sendo pregado em ocasiões especiais, como festas religiosas.
  13. Tipo de Pregação de Missões: Destaca a importância da obra missionária e a responsabilidade dos cristãos em compartilhar a fé com outras pessoas e culturas.
  14. Tipo de Pregação de Ética Cristã: Aborda questões morais e éticas da vida cotidiana à luz das Escrituras, fornecendo orientação para decisões e ações.
  15. Tipo de Pregação de Avivamento: Busca despertar a paixão espiritual e renovar o compromisso dos crentes com Deus.
  16. Tipo de Pregação Apocalíptica: Explora profecias e ensinamentos sobre o fim dos tempos, muitas vezes baseado em livros como Daniel ou Apocalipse.
  17. Tipo de Pregação de Gratidão: Enfatiza a importância da gratidão a Deus e encoraja os ouvintes a reconhecerem as bênçãos em suas vidas.
  18. Tipo de Pregação Profética: Proclama a mensagem de Deus para o mundo atual, desafiando e exortando os ouvintes a viverem de acordo com os princípios divinos.
  19. Tipo de Pregação Apologética: Defende a fé cristã contra críticas, fornecendo razões lógicas e evidências para a crença cristã.
  20. Tipo de Pregação Missionária: Chama os ouvintes a se tornarem missionários e a compartilharem o Evangelho com o mundo, enfatizando a missão global da igreja.
  21. Tipo de Pregação Pastoral: Fornece conselho, orientação e encorajamento aos ouvintes em suas vidas pessoais, abordando suas necessidades espirituais e emocionais.
  22. Tipo de Pregação Devocional: Ajuda os ouvintes a crescerem em sua fé pessoal e devoção, incentivando a intimidade com Deus e a aplicação prática da fé na vida diária.

Recomendamos para você!

Deseja Pregar com Profundidade Bíblica, Oratória Cativante e Confiança? Aprenda a Elaborar Sermões Impactantes em 30 Dias, Mesmo se For Iniciante. Clique no botão abaixo e Descubra Mais! ⛪🎤

Botao Quero Saber Mais (1)

Conclusão

Ao explorarmos os diferentes tipos de pregação – temática, textual e expositiva – descobrimos abordagens distintas para compartilhar a mensagem das Escrituras de maneira eficaz e envolvente.

pregação temática nos permite mergulhar profundamente em um tópico específico, revelando suas implicações bíblicas em nossa vida cotidiana. Por outro lado, a pregação textual nos capacita a extrair lições e verdades de passagens específicas das Escrituras, fornecendo uma base sólida para aplicação prática. Por fim, a pregação expositiva nos guia por um livro ou trecho das Escrituras, permitindo que o próprio texto bíblico dite as mensagens compartilhadas.

A escolha do tipo de pregação depende do objetivo, da audiência e do contexto, mas independentemente da abordagem adotada, o foco nas verdades fundamentais das Escrituras permanece essencial.

Ao criar sermões que refletem o coração das Escrituras, pastores e pregadores podem influenciar vidas, inspirar transformação e ajudar os ouvintes a experimentar o poder transformador da Palavra de Deus. Portanto, ao pregar, lembre-se de considerar cuidadosamente qual abordagem – temática, textual ou expositiva – melhor serve ao propósito de transmitir a mensagem de Deus de maneira impactante.

Fica meu forte abraço, e que Deus abençoe poderosamente a sua vida

Lidia Stateri

Pregação Textual versus Pregação Expositiva Infográfico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *